[Nepal 3] Chitwan-Kathmandu

11-Nepal3

Safári em Chitwan

Nosso último dia de trekking começou por volta de 04h30 da manhã. Saímos no escuro para ver o dia nascer em Poon Hill e, depois do espetáculo, descemos a montanha de volta para Nayapul. Esse trekking costuma ser feito em quatro e não em três dias. Então, tivemos que apertar o passo e segurar os joelhos nessa descida. Foi um dia especialmente pesado e chegamos de volta no Trekkers Inn, em Pokhara, por volta de 19h. Estávamos completamente destruídos. Na programação original, pegaríamos um ônibus para Chitwan no dia seguinte às 7h da manhã. Até cogitamos trocar por outro horário, mas… não existia outro horário. Esse era o único ônibus do dia!

Em frangalhos, entramos naquele ônibus na manhã seguinte e chacoalhamos loucamente nas estradas mais esburacadas do mundo até Chitwan. Não há experiência comparável com uma viagem rodoviária no Nepal. A cada cinco minutos, eu me despedia da vida sob a ameaça de um choque frontal com outro ônibus ou carro. Dirigir perigosamente é uma espécie de paixão nacional. Chegamos no lodge de Chitwan no final da tarde e tentamos descansar para o dia seguinte. O lodge fica à beira do rio, no limite da Reserva Nacional de Chitwan.

Sapana Village Lodge: o quarto era confortável e havia redes por toda a área verde entre os bangalôs. O lodge também tinha um espaço central de cafeteria (com nespresso!) e um restaurante bem legalzinho considerando o isolamento do lugar. Da varanda do restaurante, era possível olhar o rio e o parque. Gostamos. U$ 75 diária/casal.

Desce um nespresso!

Desce um nespresso!

A reserva abriga elefantes, rinocerontes, tigres, crocodilos, veados, entre muitos outros animais. Os tigres foram caçados à exaustão pelos ingleses durante o período colonial, mas ainda existem na reserva. Nos dois dias que sobraram, nós fizemos os seguintes passeios (fechados no próprio lodge):

  • Safári de jipe: o barulho do carro afugenta os animais e o máximo que vimos foram veados na estrada. Tomamos café-da-manhã numa espécie de casa da árvore, de onde poderíamos observar os animais.
  • Safári de canoa: vimos muitos crocodilos e pássaros na beira do rio.
  • Safári a pé: protegidos por um adolescente e um homem de bigode segurando um pedaço de madeira, entramos floresta adentro em busca dos animais. A cada barulho, um sustinho. Vimos um rinoceronte pela primeira vez, além de veados e animais de menor porte.
  • Safári no elefante: antes de tudo, não ache que subir nas costas do elefante é legal. Os elefantes são explorados em atrações turísticas em toda a Ásia. Um elefante selvagem e um elefante ‘doméstico’ (como eles chamam) têm portes totalmente diferentes, simplesmente porque o selvagem pode comer e crescer à vontade. Nosso lodge mantém elefantes domésticos num local bem próximo do nosso bangalô. Subimos nesses elefantes para entrar de novo na floresta. De cima deles, vimos uma mãe-rinoceronte e seu bebê. Os rinocerontes não se assustam com o elefante e, por isso, pudemos chegar bem perto mesmo. De qualquer forma, considere que usar animais em passeios turísticos é sempre um problema ético. O guia do elefante bate muito na cabeça dele (por completa ignorância). Não me sinto bem e prefiro não repetir a dose no futuro.

De Chitwan, pegamos mais um voo da Buddha Air para Kathmandu. Aproveitamos nossa última noite para fazer compras em Thamel (lojinhas e barracas de rua). A lei é clara: muita pechincha, chore o preço até derrubá-lo pela metade. Compramos máscara, escultura, pulseira (várias!), bandeirinha nepalesa…

No dia seguinte, visitamos Patan de manhã (mais uma vez, o carro do Balaram, da Thamel Tours), que também tem sua Durbar Square e uma reputação de excelente artesanato. De lá, seguimos para o aeroporto rumo a Varanasi, a cidade mais sagrada do mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s