Air BnB: experiência em Paris

Em Paris, já tive a sorte de ficar na casa de amiga e o azar de ficar em hotel caro sem café da manhã. Desta vez, tentamos uma terceira via, o aluguel de apartamento no Air BnB. Para quem não conhece, é um site onde as pessoas podem oferecer seus imóveis para locação por curtas, médias ou longas temporadas. Alguns alugam apenas um quarto, outros alugam o imóvel inteiro. O site foi lançado em 2008 por um grupo da Califórnia.

Nosso apartamento no Marais

Nosso apartamento no Marais

NOSSA EXPERIÊNCIA

– Criei um perfil no Air BnB, com foto e texto de apresentação. É importante mostrar que você não é um black block que depredará o apartamento alheio.

– Defini uma faixa de preço: de 80 a 160 euros (que é o preço de um hotel razoável numa boa localização, mas sinceramente não queria chegar a esse teto).

– Defini uma região ideal: desta vez, o Marais, bairro mais jovem, com vida noturna para explorarmos a pé.

– Selecionei alguns apartamentos e comecei a enviar mensagens aos proprietárias para me apresentar e perguntar sobre a disponibilidade do imóvel.

– Recebi respostas de todos os apartamentos, sendo alertada pelo Air BnB por e-mail e por SMS.

– Acabei fechando um apartamento bem grande por 110 euros/diária. O custo era acrescido da taxa do Air BnB e da taxa de limpeza. Cada proprietário escolhe suas próprias regras: a taxa de limpeza, o depósito de segurança, os horários de check-in e check-out, o que pode ou não pode fazer dentro do imóvel (por exemplo, fumar ou levar estranhos). Além disso, é importante sempre verificar a política de cancelamento, que pode ser de leve a rigorosa. Na leve, o locatário pode cancelar até mesmo na véspera sem qualquer custo. Na rigorosa, ele pode perder parte ou todo o valor investido na reserva.

– Assim que a proprietária liberou o calendário do imóvel para mim (sim, porque os imóveis anunciados não podem ser reservados automaticamente sem que o dono concorde antes), eu efetivei a reserva no site. Depois disso, ela me enviou um “kit de sobrevivência” do apartamento, com todo tipo de informação útil: desde as coordenadas para chegar a partir do aeroporto até como ligar o aquecedor.

CHEGANDO NO APARTAMENTO

– Nossa chegada no apartamento foi um pouco tumultuada. A dona mora fora da França e tem um faz-tudo que encontra os locatários para entregar as chaves. Bom, o faz-tudo não estava por lá. Nós não estávamos com nossos celulares habilitados para roaming e precisamos contar com a ajuda dos vizinhos para descobrir que a chave estava na caixa de correio. A lição é: desencontros acontecem e, para usar o Air BnB, é bom ter um celular funcionando no caso de uma emergência! 

AIR BNB e HOTEL: PRÓS E CONTRA

Hotel:

Prós

  • Serviço profissional de recepção, que facilita o check-in e o check-out, além de resolver imediatamente pepinos como “o chuveiro quebrou” ou “o aquecimento não está funcionando”
  • Facilidade para deixar as malas guardadas depois do check-out no último dia de viagem (sempre fazemos isso para não pagarmos uma diária à toa)
  • Menos trabalho de maneira geral

Contra

  • Taxa de turismo da prefeitura: cerca de 1,5 euro por pessoa por dia
  • Menos sensação de pertencimento à cidade
  • Nem sempre tem café da manhã incluído
  • O atendimento pode ser ranzinza (já vivemos isso!)

Air BnB

Prós

  • Sensação de ser local na cidade (cumprimentar os vizinhos, frequentar os mercadinhos etc.)
  • Possibilidade de fazer refeições em casa, o que alivia bastante o custo da viagem
  • Mais privacidade e, possivelmente, mais espaço
  • Mais barato para viagens em família e em grupo, quando o imóvel pode ser dividido
  • Mais flexibilidade na negociação de detalhes do aluguel, por exemplo, do check-in e do check-out

Contras

  • As condições reais do imóvel são um pouco mais imprevisíveis que do hotel (embora os comentários no site tendam a ser um termômetro da relação fotos x realidade)
  • A busca e a entrega das chaves podem ser tensos (considerando o cruzamento de tantos fatores, como atraso de voo ou outros imprevistos). Para um aluguel muito curto (tipo 2 dias), talvez essa logística não valha a pena.
  • No caso de algum problema no apartamento (fechadura, aquecimento, chuveiro etc.), a resolução pode demorar mais do que seria num hotel. O Air BnB é bom para as pessoas que não se estressam tanto e que buscam se virar.

RESULTADO?

Nós com certeza voltaremos a usar o Air BnB, principalmente em temporadas não tão curtas numa cidade.

MAIS FOTOS DO ‘NOSSO’ APARTAMENTO:

7a8e6103_original 020e5b04_original 364bdecd_original 8834b5b8_original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s